Moacyr Scliar, um gaúcho ‘quase mineiro’

“Já começamos a ter a noção da saudade que ele deixou, mas quero ter dele a lembrança do companheiro alegre, brincalhão, jovial, bem-humorado”. Assim o escritor Marcos Vilaça, presidente da Academia Brasileira de Letras (ABL), referiu-se ao colega Moacyr Scliar, morto na madrugada de domingo (27/2) em decorrência de um AVC sofrido em janeiro.…

Continuar lendo

Meu compadre e o espírito natalino

Meu compadre Juventino detesta o Natal. Por isso, prefere viajar para bem longe nesta época do ano. Ele não aguenta mais ouvir o Jingles Bell e outras canções natalinas, como o clássico do ex-beatle John Lennon com tradução simultânea.   Pior ainda é a loucura do trânsito, o corre-corre de última hora daqueles que…

Continuar lendo

Sarau do Luís Nassif bombou legal no Caiçara

Que maravilha foi o sarau do Nassif, sábado, dia 4, no Espaço Opção, no Caiçara, em Belo Horizonte! O cara é super-simpático. Além de jornalista dos mais brilhantes, bandolinista apaixonado pelo choro. E foi justamente por meio do choro que fiquei sabendo da festa. Curiosamente, moro no Caiçara, bairro sobre o qual já escrevi…

Continuar lendo

Em memória do grande Paulo Moura

Dizer que a morte de Paulo Moura deixa um vazio na música brasileira seria chover no molhado, sobretudo em tempos de Reboleixo, quando as letras de sucesso se resumem a um monte de vogais. Até parece que os compositores de sucesso não conseguem mais combinar consoantes e vogais para nos dar lindas melodias como…

Continuar lendo

Futebol tem dessas coisas

A vitória de um a zero da Espanha sobre a Alemanha nas semifinais desta Copa do Mundo provou mais uma vez que a voz do polvo é a voz de Deus. Segundo a imprensa esportiva, até agora o bicho de oito pernas acertou todos os prognósticos feitos sobre os jogos da África do Sul,…

Continuar lendo

Encontros e desencontros com Saramago

Com a morte de José Saramago, a literatura portuguesa perde um de seus maiores escritores. Mais que isso, a comunidade lusófona perde um genuíno intelectual marxista que não desistiu de mudar o mundo apenas pelo fato de as tentativas socialistas terem descambado para o estatismo, o imobilismo e o absolutismo canhestro.   Saramago se…

Continuar lendo

Saudades do José Eymard

A notícia me pegou de surpresa, como um cruzado no pé do ouvido. Era sábado, depois das dez, quando abri a caixa de e-mails e lá estava a mensagem do Geraldo Vianna, repassada pela Lígia Jacques. José Eymard havia morrido na sexta-feira, 28 de maio, depois de 15 dias de internação devido a um aneurisma na…

Continuar lendo

Prós e contras da internet

Não sei exatamente há quanto tempo mantenho no ar o meu site e o presente blog, que faz parte dele. Há algum tempo, certamente. Aqui tenho o hábito de escrever o que me dá na telha. Publico artigos, contos, crônicas, poemas e até paródias musicais. Sempre convoco amigos, ex-colegas de trabalho e outros conhecidos para…

Continuar lendo

Juventino e o papel do jornal

Meu compadre Juventino descobriu uma maneira criativa de reagir ao cinismo e à desfaçatez de políticos corruptos, editores vendidos, colunistas sociais e outros calhordas de plantão. Assinante de vários jornais, de uns tempos para cá ele tem escolhido cuidadosamente as páginas que irão forrar a gaiola do Cauby, o canário belga que herdou da sogra.  …

Continuar lendo

Viva o Bartolomeu!

Segunda-feira, 18 de maio, fui a Nova Lima a convite da professora Zoí Rossini, para conversar com alunos da Escola Técnica de Formação Gerencial do Sebrae-MG. Já estive lá diversas vezes, mas nenhuma se comparou a esta. Tive a oportunidade de dividir a cena com Bartolomeu Campos Queirós, um dos autores mais premiados do…

Continuar lendo
Fechar Menu

4670221

 

Regina Duarte: a “namoradinha do Brasil” celebra 50 anos de carreira | Sem Censura | TV Brasil | Notícias

Veja a página do livro

Desconcerto

Deu RAP na Embolada

Dupla Sertaneja

Escala Diatônica

O Cravo e a Margarida

Orquestra Animal

Família Cordofônica

Percussionice

Rock do piano