Jornalismo, profissão perigo

Muito se fala em jornalismo investigativo, uma prática nem sempre presente nos jornais de hoje e que já glorificou muitos profissionais do ramo. No entanto, a dedicação ao trabalho e o compromisso com a verdade – doa a quem doer – podem ter um desfecho fatal, como o ocorrido com Tim Lopes, repórter da…

Continuar lendo Jornalismo, profissão perigo

Entre pizzas e marimbondos

Ao chamar os senadores da República de pizzaiolos, o presidente Lula desrespeitou toda uma categoria de homens probos e descentes, que ganham a vida literalmente com o suor do rosto. Eu, se fosse pizzaiolo profissional, entraria na Justiça cobrando indenização por calúnia e difamação. Não há como comparar profissionais que trabalham na boca do…

Continuar lendo Entre pizzas e marimbondos

Os livros mais vendidos

Durante uma palestra sobre literatura num conceituado colégio de Belo Horizonte fui surpreendido por uma aluna de no máximo 11 anos, com a seguinte pergunta: por que os autores estrangeiros lideram as listas dos livros mais vendidos no país? A resposta, expliquei, poderia inspirar uma tese acadêmica tamanha a sua complexidade. No entanto, o…

Continuar lendo Os livros mais vendidos

Credibilidade em primeiro lugar

O curso de jornalismo nos ensina que o primeiro compromisso dos jornais deve ser com os leitores. Esse é um dos grandes ensinamentos que a escola nos dá. No entanto, na prática diária da profissão, aprendemos a duras penas que a coisa nem sempre funciona desse jeito. Isto é, o primeiro compromisso dos jornais…

Continuar lendo Credibilidade em primeiro lugar

Inutilidade da poesia

A poesia não serve pra nada. Não serve pra comer Nem pra beber. Não serve pra vestir Nem pra calçar.   A poesia não toca no rádio Nem melhora a audiência da TV. Não dá lucros, Não paga impostos, Não vence eleições, Nem alucina os viciados.   A poesia é inútil, A poesia é estéril,…

Continuar lendo Inutilidade da poesia